Player da RNVW Ao Vivo RNVW Record Play

>

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Grêmio joga melhor, mas fica no empate com o Corinthians e,com 0 a 0, segue nove pontos atrás do líder

O Grêmio jogou melhor, desperdiçou chances, mas não conseguiu vencer  o Corinthians nesta quarta-feira. O empate em 0 a 0 foi amargo, com a diferença para o líder se mantendo em nove pontos após a partida no Itaquerão.
No domingo, os comandados de Renato Portaluppi enfrentam o Palmeiras, mas com 50 pontos contra 59 do Corinthians, certamente o foco estará na partida pela Libertadores, da próxima semana. O Timão, por sua vez, encara o Botafogo na segunda-feira.
Iniciativa gremista
O Tricolor no primeiro tempo foi outro time em comparação com aquele que enfrentou o Coritiba. Competitivo, tomou iniciativa do jogo e, apesar de ser ameaçado ocasionalmente pelos corintianos, criou mais chances de abrir o placar. A pontaria, contudo, não ajudou.
Quem levou perigo primeiro, porém, foi o Corinthians. Aos 4 minutos, Jadson abriu para Arana na esquerda, o lateral achou Romero na área, mas pressionado por Edilson ele saiu com bola e tudo. O Grêmio respondeu em jogada ensaiada aos sete minutos. Luan rolou para Kannemann na quina da área. O zagueiro fez belo cruzamento no segundo pau, mas Jailson cabeceou prensado pelo goleiro Cassio.
Com muita presença na área, Jailson voltou a incomodar aos 11 minutos. Geromel fez grande lançamento e o volante teve a chance de fulminar para as redes. Indeciso, demorou para chutar e foi prensado por Fagner.
A melhor chance do Timão veio aos 25 minutos, na bola aérea, sempre um perigo com o grandalhão Jô. Jadson levantou com muito perigo e o centroavante cabeceou forte no canto esquerdo. Por sorte, desviou de leve e tirou tinta do poste.
Ramiro mostrou que o Tricolor estava no jogo aos 34 minutos. Ele recebeu na direita e disparou uma bomba. A bola acelerou no gramado úmido e Cássio teve que se virar. Tirou com o corpo para escanteio. O Grêmio ainda viu boas combinações de Fernandinho com Luan, mesmo com o atacante mostrando alguma falta de ritmo. O placar, porém, ficou zerado antes do intervalo.
Timão abafa, mas Grêmio responde
Na arrancada da segunda etapa, o Corinthians tentou abafar a saída de bola do Grêmio. Por alguns minutos, o Tricolor se complicou. Ao oito, Ramiro tirou duas vezes de cabeça na área, com a bola parando sempre nos pés de um jogador alvinegro.
Passada a pressão inicial, os gremistas voltaram a comandar as ações, com o Corinthians claramente satisfeito com o empate. Aos 11, Fernandinho levantou na área e Jô afastou. Sobrou para Edilson, que disparou um míssil de três dedos, mas Cássio fez grande defesa com os punhos.
No lance seguinte, Cortez recebeu na esquerda e centralizou para Luan. O atacante fez a finta na meia-lua e chutou forte, mas por cima. O Corinthians só foi responder aos 24 minutos, e de longe. Maycon recebeu na frente da área, tentou uma cobertura esquisita e por pouco não entrou. Tirou lasca do travessão.
Cansados, Luan e Fernandinho deram lugar a Everton e Beto da Silva. O Timão tentou mais uma estocada aos 30. Cortez tomou uma janelinha, Marquinhos Gabriel seguiu, deixou Jailson tonto e cruzou na área. Edilson veio do outro lado para bloquear Jô. Depois de ajudar atrás, o lateral apareceu para cobrar falta num dos grandes lances da partida. Na esquerda, com pouco ângulo, ele botou muito efeito, a bola contornou Cassio e bateu caprichosamente no travessão.
No finalzinho, Jael entrou no lugar de Barrios e perdeu a melhor chance de garantir uma vitória ao Grêmio. Everton recebeu bola na esquerda e cruzou para a área. Jael subiu entre dois zagueiros e, com o gol à disposição, cabeceou por cima. Era dia de um 0 a 0 frustrante para os gremistas.
Brasileirão - 29ª rodada
Corinthians 0
Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel (Fellipe Bastos), Maycon, Jadson (Clayson), Rodriguinho e Romero (Marquinhos Gabriel); Jô. Técnico: Fábio Carille.
Grêmio 0
Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Arthur e Ramiro; Luan (Everton), Fernandinho (Beto da Silva) e Lucas Barrios (Jael). Técnico: Renato Gaúcho.
Juiz: Heber Roberto Lopes (SC).
Cartões amarelos: Barrios (G); Fagner (C).
Público: 40.008 pagantes.
Renda: R$ 2.231.124,40.
Local: Arena Corinthians, em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário