Player da RNVW Ao Vivo RNVW Record Play

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Após abrir 2 a 0 e ceder empate, Inter bate o Vitória com gol de Nico López no último lance Colorado chegou a perder um pênalti com Rossi no primeiro tempo no Barradão

O Inter viveu uma noite de fortes emoções no Barradão nesta quarta-feira em jogo válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após abrir 2 a 0 no primeiro tempo e perder um pênalti com Rossi, o Colorado cedeu o empate para o Vitória e foi pressionado na etapa final. Quando o empate parecia certo, Nico López arrancou em velocidade e marcou o terceiro no último lance do jogo para garantir o primeiro triunfo do time de Odair Hellmann como visitante no Brasileirão.

Com a vitória, o Inter vai a 14 pontos e fica momentaneamente na segunda posição do Brasileirão, empatado em pontos com o líder Flamengo. O Colorado volta a campo no sábado, às 16h, para enfrentar o Sport no Beira-Rio.
O jogo
Embalado pelas duas vitórias em sequência no Beira-Rio, o Inter entrou no gramado do Barradão em busca do primeiro triunfo como visitante no Brasileirão. No começo do jogo, o Colorado mostrou uma postura ofensiva. Com marcação alta, o time de Odair Hellmann tentou jogar no campo de ataque desde os primeiros minutos.
Mesmo com o Inter ofensivo foi o Vitória quem teve a primeira oportunidade de gol da partida. Aos 6 minutos, Lucas Fernandes chutou de fora da área, Danilo Fernandes deu rebote e a bola sobrou para André Lima. O centroavante não conseguiu o domínio, mas o lance acabou parado por impedimento.
Aos poucos, o Vitória foi saindo da pressão colorada em seu campo e passou a rondar a área de Danilo Fernandes. O Inter era direto quando tinha a posse, com saídas rápidas e busca pelas jogadas de lado de campo. Foram sete cruzamentos nos primeiros 20 minutos. No oitavo, veio o gol. Aos 24, Zeca cruzou no segundo pau e encontrou Patrick, que acertou um belo chute de primeira e abriu o placar, 1 a 0.
O gol do Inter fez o Vitória se abrir em busca do empate. O time da casa teve uma chance em seguida com Neilton, que chutou de dentro da área. Danilo Fernandes deu um tapa, mas a bola passou e Uendel apareceu para evitar o gol baiano.
O Vitória seguiu em cima do Inter com uma sequência de escanteios. No entanto, o Rubro-Negro deu espaço para os contra-ataques colorados, que não estavam encaixando até Edenilson dar o passe para Lucca no lado direito aos 39. O atacante cruzou para Rossi, mas no meio do caminho o zagueiro Aderllan deu o carrinho e mandou contra o próprio gol, 2 a 0.
O Inter teve uma grande chance para o terceiro logo em seguida quando Rossi foi derrubado por Kanu dentro da área: pênalti. Rossi pediu para bater, mas pegou muito mal na bola e mandou por cima do gol de Elias perdendo a chance de liquidar a partida.
Se o pênalti perdido não matava o jogo, o Vitória ficou mais vivo ainda no último lance do primeiro tempo. Em falta pelo lado esquerdo da área, Wallyson bateu e contou com um desvio no caminho para superar Danilo Fernandes e descontar, 2 a 1.
O gol no final do primeiro tempo deu ânimo para o Vitória, que voltou para a etapa final pressionando. Sem conseguir encaixar nenhum contra-ataque e com Pottker, Rossi e Lucca com dificuldades para segurar a bola na frente, o Inter foi presa fácil para os baianos nos primeiros minutos.
O Vitória encontrava facilidade para entrar na área do Inter e começava a criar chances para o empate. Aos 9 minutos, Wallyson cruzou para Lucas Fernandes, que cabeceou sozinho para defesa de Danilo Fernandes. Logo depois, Victor Cuesta apareceu no momento certo para evitar a finalização de Neilton já dentro da área.
A pressão baiana seguiu e o empate chegou aos 15 minutos. Primeiro, Dourado deu o carrinho para desviar o chute de José Welison, a bola saiu pela linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Danilo Fernandes saiu mal do gol e Aderllan aproveitou. O zagueiro, que havia marcado contra o segundo gol do Inter, subiu sozinho e mandou para as redes para igualar o placar, 2 a 2.
Logo após o gol do Vitória, Odair Hellmann mexeu no time. O meia Juan Alano foi chamado para entrar no lugar de Uendel. Com isso, Patrick foi deslocado para a lateral esquerda. No entanto, foi o Rubro-Negro quem teve a chance para o terceiro em seguida. Aos 21, Wallyson deu o corte em Zeca e chutou para defesa de Danilo Fernandes.
Vendo que o time não reagia, Odair fez mais duas trocas. William Pottker e Rossi foram os escolhidos para sair para as entradas de Brenner e Nico López. O Inter, porém, seguiu sem capacidade de criação. O Colorado até conseguiu jogar no campo de ataque, mas sem  levar perigo ao gol de Elias.
No contra-ataque, o Vitória teve mais uma boa chance aos 37. Após falha de Moledo, Wallyson invadiu a área e chutou cruzado uma bola que passou à direita do gol. Logo depois, Danilo Fernandes teve de sair de forma arrojada para evitar a finalização de Nickson na entrada da pequena área.
Nos minutos finais, os dois times se abriram ainda mais em busca dos três pontos e o jogo ficou “lá e cá”. O gol, no entanto, aconteceu apenas no último lance da partida. E foi colorado. Aos 48 minutos, Victor Cuesta deu um lançamento para Nico López, que ganhou em velocidade de dois defensores do Vitória e bateu na saída de Elias para garantir a vitória do Inter, 3 a 2.
Brasileirão 2018 - 8ª rodada
Vitória - 2
Elias; Lucas, Kanu, Aderllan, Jeferson; Rodrigo Andrade (Ramon Menezes), Zé Welison; Lucas Fernandes (Nickson), Neilton, Wallyson; André Lima (Junior Todinho). Técnico: Vagner Mancini.
Inter - 3
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel (Juan Alano); Rodrigo Dourado; Rossi, Edenilson, Patrick, Rossi e Lucca; William Pottker; Técnico: Odair Hellmann.
Gols: Wallyson (44min/1T), Aderllan (15min/2T); Patrick (24min/1T), Aderllan contra (39min/1T), Nico López (48min/2T)
Cartões amarelos: Jeferson, Rodrigo Andrade, Zé Welison (BIT); Victor Cuesta, Nico López (INT)
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Local: Estádio Barradão, em Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário